fbpx

Depois que a gente decide fazer uma viagem, segurar a empolgação é muito difícil. A vontade é de contratar todos os passeios possíveis. Mas será que aquela agência com o preço mais barato é mesmo a melhor? Talvez seja uma roubada. Veja agora 6 dicas para contratar uma agência de turismo no Chile.

O turismo no Chile é bastante desenvolvido e conta com muitas empresas sérias que fazem um trabalho de excelente qualidade. Mas, como em qualquer lugar do mundo, também há aqueles profissionais irresponsáveis e outros que sequer podem ser chamados de profissionais.

Quem escolhe uma agência sem tomar os devidos cuidados corre grande risco de ser vítima de serviços mal prestados ou golpes. Os problemas mais comuns são passeios cancelados em cima da hora, atrasos nos transfers ou mesmo agências que desaparecem após o pagamento ser realizado.

Não caia nessa. Veja abaixo os cuidados a serem tomados para que sua viagem ao Chile seja perfeita.

 

  1. Procure referências

A melhor forma de se certificar de que a agência presta bons serviços é pedindo referências. Se você conhece alguém que já tenha ido ao Chile, pergunte como foram os passeios e quais agências eles utilizaram.

Além disso, a internet é cheia de avaliações de agências de turismo no Chile. Encontrar essas avaliações é bem fácil e vai te ajudar muito a decidir qual é a agência ideal para você.

Um dos sites mais conhecidos do mundo com avaliações do ramo turístico é o TripAdvisor. Acesse o site e pesquise o nome da empresa que você quer utilizar. Lá, você verá a opinião de vários clientes das agências, separadas por “excelente”, “muito bom”, “razoável”, “ruim” ou “horrível”.

Se a empresa tiver cinco estrelas, pode contratar sem medo. Se tiver três estrelas, desconfie. Abaixo disso, é roubada. Evite.

 

agencia-de-turismo-no-chile

 

  1. Verifique o cadastro da empresa

Qualquer serviço de turismo no Chile é organizado pelo Servicio Nacional del Turismo (Sernatur). Para que uma empresa possa prestar serviço nessa área, ela precisa estar cadastrada no Sematur.

Por isso, na hora de contratar seu passeio, pergunte ao agente de viagens se a empresa possui registro no Servicio Nacional del Turismo (Sernatur). Se não tiver, pule fora.

Além disso, as agências também precisam estar registradas no Servicio de Impuestos Internos. Já os veículos devem estar registrados no Ministério dos Transportes.

Essa dica é particularmente importante para aqueles passeios em que o visitante terá um contato mais intenso com a natureza, como no caso do Embalse El Yeso.

Antes de contratar o tour, pergunte qual o nível de experiência dos guias e motoristas, e os cuidados que a agência toma para evitar acidentes. Algumas são tão profissionais e cuidadosas que contam até mesmo com seguros de viagem para todos os passageiros.

 

cajon-del-maipo-embalse-el-yeso

 

  1. Peça contrato e recibo

Se a empresa está regularmente registrada e presta bons serviços, não há motivos para que não entregue um contrato e os recibos de pagamento. Esses documentos são essenciais para a segurança dos clientes, já que, em caso de problema, você pode provar que o serviço foi efetivamente contratado.

Sempre solicite que o prestador de serviço relate nos documentos exatamente todos os serviços que serão prestados, de forma que não haja espaço para mal-entendidos.

 

  1. Confira os vouchers

Essa parte é completamente de sua responsabilidade: checar se as informações nos vouchers estão corretas. Leia tudo com atenção para garantir que os passeios e horários combinados são mesmo os que foram contratados. Pegue ainda o contato da pessoa que vai te buscar, para o caso de acontecer algum imprevisto.

Esse cuidado não serve apenas para evitar golpes. Às vezes pode simplesmente acontecer algum ruído de comunicação e a agência errar de boa fé. A simples checagem das informações pode evitar dores de cabeça para todo mundo.

 

  1. Evite “agentes de rua”

Muitas agências clandestinas de turismo usam a estratégia de abordar os turistas na rua, “empurrando” passeios sem autorização do município e com preços muito abaixo da média de mercado. Evite adquirir esse tipo de serviço.

Em Santiago esse problema é tão recorrente que a prefeitura local lançou o plano “Comercio Justo Santiago”, para evitar a proliferação de ambulantes ilegais.

 


blog-PlanejandoViagem-728x90_OFICIAL-02

 

  1. Leia os blogs das agências de turismo no Chile

A última dica, além de útil, é muito divertida. Leia os blogs das agências de viagens. Textos bem escritos indicam profissionalismo. Mostram também que há um cuidado da empresa em fornecer informação de qualidade aos clientes.

Se tiver dúvidas sobre o que está escrito, deixe um comentário. Uma resposta gentil mostrará que a companhia está atenta às necessidades não só dos próprios clientes, mas também de toda a comunidade turística.

Agora que você já sabe como escolher a melhor agência de turismo no Chile, que tal fazer passeios com uma agência classificada com cinco estrelas no TripAdvisor? Fale com a gente!

Reply or Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*