Pare para pensar. Toda a vez que se fala no Chile, o que muita gente pensa? Vinhos, claro! Mas os prazeres de visitar o Chile não devem ficar restritos apenas à degustação da bebida de Baco. Chegou a hora de conhecer as comidas típicas do Chile.

As águas geladas do Pacífico produzem frutos do mar gigantescos, fantásticos no tamanho e sensacionais no sabor. Eles não são nada parecidos com os nossos também deliciosos camarões e mariscos do Atlântico. E, por isso mesmo, você precisa provar!

Uma dessas comidas típicas do Chile são as centollas (foto de capa). Comuns nas águas geladas e profundas da Patagônia Chilena, centollas são enormes caranguejos fêmeas (o macho, o centollo, não é igualmente macio).

Elas parecem com o kani, só que são muito mais saborosas. São servidas inteiras e dá para comer tanto a carne das “pernas” como da “cabeça”. Ah! Não deixe de experimentar com molhos especiais chilenos ou com maionese. Hummm…

Para além dos frutos do mar

Nem só de frutos do mar se faz as comidas típicas do Chile. Há ainda pratos à base de carne. O pastel de choclo, por exemplo, nada tem de pastel. É um bolo de milho moído, recheado com carne, cebola, pequenos pedaços de frango, ovo cozido e passas de oliveira.

O pastel é assado em forno de barro ou convencional. É muito pedido especialmente no verão. Lembra o nosso “escondidinho”.

Mais parecida com pastel são as “empanadas de pino”. Elas são recheadas com carne cortada em cubos, cebola, azeitona, passas e ovo cozido. A iguaria é assada em forno ou fritas.

Além do pino (mistura de carne, cebola e especiarias), também é possível encontrar empadas com queijo e presunto.

 

comidas-tipicas-do-Chile-empanadas

 

Sabores “Hermanos”

O parentesco entre países do cone sul e seus sabores também aparece nas “humitas chilenas”, que muito lembram a nossa pamonha (mas são salgadas).

Embalada com a própria palha de milho, a massa de milhos frescos é preparada com cebola picada e frita na manteiga de manjericão (hummm) e temperada com ají verde (um espécie de pimenta chilena).

Os amantes da carne não devem deixar de comer uma “parrillada”. O prato inclui diversas carnes e salsichas grelhadas, servidas com batata ou arroz. Só não pode confundir com o churrasco brasileiro. Vá com a mente aberta e deleite-se.

Outra delícia local é a “cazuela”, um ensopado feito de frango, carne bovina, carne de porco e até carne de peru. É servido com milho, abóbora, batata, arroz, feijão verde e macarrão. Perfeita para os dias frios.

Diversidade de sabores

Outro prato inusitado e pouco conhecido é a “palita reina”. É uma comida diferente de tudo que você já conheceu. O prato é servido sobre folha de alface e feito de abacate cheio de atum ou presunto, e coberto com maionese. O que você acha: “exquisito” em português ou em espanhol?

Se só a descrição do prato acima já te fez torcer o nariz, sempre dá pra escolher algo mais seguro como o “bistec a lo pobre”. Uma garantida combinação de bife, batata frita, cebola frita e um par de ovos fritos. Coma sem preconceito.

Outra famosa iguaria 100% chilena são as machas à la parmesana. É um molusco parecido com ostras que é servido assado e gratinado com parmesão e um toque de limão. Há também quem prove as machas “clássicas”: cruas, com suco de limão e salsa verde.

Ceviche

Apesar de ser de origem peruana, o ceviche é muito famoso no Chile. É um prato de peixe cru que fica marinando (até praticamente cozinhar) no suco de limão. No Chile, além do peixe branco, também é usado salmão e mariscos. Na versão clássica chilena vai cebola, coentro, pimentão e pimenta.

 

comidas-tipicas-do-Chile

 

Onde encontrar

Ficou com água na boca? Não precisa passar vontade. Essas e outras iguarias podem ser encontradas no Mercado Central de Santiago (rua San Pablo, 967). O local, por si só, é um passeio a parte.

Ele fica em um prédio histórico de 1872, onde se encontra cultura local, cores e aromas, além de restaurantes charmosíssimos.

Outro mercado popular que vale a visita é o La Vega Central (rua Antonia López de Bello 743, Recoleta).

Lá você encontrará uma infinidade de legumes e frutas cultivadas no Vale Central do Chile; além de especiarias, nozes, peixes, queijos e carnes. Há espaço ainda para produtos para limpeza, ferramentas e artefatos feitos à mão e com preços bem em conta.

O La Vega também tem quiosques onde se pode experimentar sucos de fruta preparados na hora e, logicamente, comida popular chilena.

Não deixe de experimentar as tentadoras sopaipillas (massa de pão de abóbora frita) e refrescar-se com o mote conhuesillo, uma bebida doce de verão feita a partir de trigo e pêssegos frescos. Mais chileno, impossível!

Para quem não conhecia as comidas típicas do Chile, não faltam opções para satisfazer a todos os paladares e, acredite, existem muitos mais. Desafie-se e descubra tudo o que o Chile pode oferecer, não só em sabores, como em cultura, história e arte.

Gostou do artigo? Compartilhe-o nas redes sociais!

Reply or Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

EnglishPortuguêsEspañol