Efervescência cultural, povos acolhedores, paisagens deslumbrantes, contrastes enlouquecedores e gastronomia inesquecível. Essas são algumas das coisas que um turista encontra ao viajar pelo continente sul-americano. Quer saber mais? Então confira essa lista com os 6 melhores destinos da América do Sul.

 

  • Santiago do Chile

Sabe todas aquelas características dos melhores destinos da América do Sul que citamos no primeiro parágrafo? Pois se tivéssemos de escolher um único lugar que pudesse reunir todas essas características, esse lugar certamente seria a capital do Chile, Santiago.

Santiago é uma cidade cosmopolita, moderna, que não deixou de lado sua história e suas origens. Destaca-se, na parte moderna, a região conhecida como “Sanhattan” (uma brincadeira que junta os nomes de Santiago com Mahattan, o bairro ultra-globalizado de Nova Iorque).

Já na parte histórica e cultural, destaque para inúmeros museus, palácios, casas de Pablo Neruda e bairros charmosíssimos como o Lastarria.

Como se não bastassem as produções humanas, a cidade guarda ainda belezas naturais de cair o queixo, como os parques e morros com vistas panorâmicas lindíssimas. Para completar, a Cordilheira dos Andes e seus encantos ficam a poucos quilômetros de distância.

 

city-tour-santigo-moderno-e-concha-y-toro

 

  • Machu Picchu

O cenário é dramático. Fincado no alto de uma montanha, uma cidade construída por volta de 1500 se mantém imponente, embora abandonada pelos seus habitantes originais há muitos séculos. As construções são todas de pedra, e você se pegará passando horas tentando decifrar como os incas conseguiram transportar aquilo tudo.

Ao redor da cidade, as montanhas são uma atração à parte, com vistas deslumbrantes para esse vale que um dia sediou uma das maiores civilizações da antiguidade. Não é a toa que Machu Picchu é considerada uma das oito maravilhas do mundo e patrimônio mundial da Unesco.

 

destinos-internacionais-mais-baratos

 

  • Buenos Aires

Um brasileiro não conhecer Buenos Aires é o mesmo que um argentino não conhecer o Rio de Janeiro: uma desfeita! Visitar Buenos Aires é entender que a rivalidade entre brasileiros e argentinos existe, sim, mas apenas no futebol. Os argentinos adoram receber bem gente de todas as parte do mundo, e com os brasileiros não é diferente.

Por falar em futebol, visitar a Bombonera, o estádio do Boca Juniors, é passeio obrigatório. Pertinho dali fica o inigualável bairro do Caminito, com suas casas super coloridas e apresentações culturais. Não deixe também de conhecer a parte mais nova e moderna da cidade, a exemplo do bairro de Puerto Madero. À noite, claro, divirta-se dançando um bom tango.

 

  • Bariloche

O brasileiro que nunca sonhou em esquiar em Bariloche que atire a primeira pedra. A cidade é realmente lindíssima, cercada por montanhas (no inverno, cobertas de neve, como num desses filmes de Natal) e à beira do lago Nahuel Huapi.

Os principais atrativos da cidade são o Cerro Catedral, uma estação de esqui com dezenas de pistas; e o Cerro Otto, um mirante no alto de uma montanha que tem também um restaurante giratório. Quando o cansaço chegar, relaxe nos cafés e restaurantes do centro da cidade.

 

  • Punta del Este

Se a ideia é viajar no verão, então certamente um dos melhores destinos da América do Sul é a praia de Punta del Este, no Uruguai. É o balneário mais “descolado” do país e muito provavelmente um dos mais desejados pela classe média e alta de países como Argentina e Brasil.

Em Punta del Este a programação é simples e divertida: durante o dia, claro, curta a praia e passeie em frente aos prédios luxuosos enquanto sonha em morar ali.

À noite, tente ganhar dinheiro nos cassinos, para realizar o sonho. Se perder, esqueça a derrota em algumas das centenas de baladas que acontecem no balneário. Se ganhar, faça o mesmo, só que para comemorar.

 

  • Deserto do Atacama

Só sabe quem já viu: não existe sensação maior de contato com a natureza que desbravar o deserto. E se engana quem acha que desertos são coisas apenas do continente africano. A América do Sul também tem o seu, e é o mais seco do mundo: o Deserto do Atacama.

Essa região do Chile é feita de surpresas e contrastes. Embora seja o deserto mais seco do mundo, ele choca os visitantes com lagoas que, em dias de pouco vento, parecem espelhos deixados sobre a areia. Será que esses oásis foram colocadas ali por civilizações alienígenas?

 

 

Por falar em ET, que tal um passeio pela Lua? O Valle de La Luna, em pleno deserto, recebe esse nome por sua paisagem árida, que lembra o nosso satélite natural ou mesmo o planeta Marte. Os mais corajosos podem também se aventurar no Valle de La Muerte, que fica próximo.

Há ainda gêiseres, salinas a perder de vista, restaurantes badalados (sim, restaurantes badalados no deserto) e hotéis luxuosíssimos. Por tudo isso, o deserto do Atacama é uma experiência inesquecível.

Quer saber mais sobre os melhores destinos da América do Sul? Então assine nossa newsletter e receba toda semana dicas e informações sobre o Chile e seus atrativos.

 

Reply or Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

EnglishPortuguêsEspañol