fbpx

O deserto do Atacama tem uma “capital” informal: San Pedro do Atacama, usada como “base” por milhares de turistas que visitam o deserto. Embora os principais passeios aconteçam nos arredores do município, San Pedro também tem seus encantos. Saiba o que fazer em San Pedro de Atacama.

  • Avenida Caracoles

O ponto turístico nº 1 de San Pedro de Atacama é a avenida Caracoles, principal via da cidade. É lá que ficam os locais de “fervo”, como bares, restaurantes e agências de turismo que levam os turistas até as principais atrações do deserto.

Boa parte da rua é exclusiva para pedestres, o que contribui para o clima de férias. Aproveite para bater perna no fim da tarde ou início da noite (horários com temperatura mais amena), ao voltar de algum passeio.

Dica: em determinados pontos da Caracoles é possível ver, ao longe, o vulcão Licacanbur, ícone do Atacama.

 

san-pedro-de-atacama-avenida-caracoles

 

  • Praça e igreja da cidade

San Pedro do Atacama é uma cidade bem pequena, praticamente um vilarejo de cinco mil habitantes. Assim, é natural que a praça da cidade seja um ponto de encontro de moradores e turistas.

Afinal, é na pracinha que a cidade “pulsa”. Shows folclóricos e atrações musicais locais agitam o espaço. Além disso, é lá também que a juventude se encontra para bater papo, paquerar ou simplesmente descansar.

Sente-se em um dos bancos da praça e aprecie o vai e vem de moradores e turistas, e ria da correria das crianças que se divertem como se não houvesse amanhã.

Aliás, pracinha que se preze tem de ter uma igreja, não é mesmo? E a de San Pedro do Atacama é especial. A Igreja de San Pedro foi construída por jesuítas espanhóis no ano de 1774. A arquitetura da igreja é um charme.

 

san-pedro-de-atacama-igreja

 

  • Museu Arqueológico R. P. Gustavo Le Paige

Outra atração obrigatória em “o que fazer em San Pedro de Atacama” é o Museu Arqueológico R. P. Gustavo Le Paige, que também fica na praça central. O museu, construído em 1957, possui uma coleção de mais de 300 mil peças de cerâmica, tecidos e múmias que ilustram a história e a cultura do povo atacamenho.

Algumas peças foram fabricadas há mais de dez mil anos, como jarros de cerâmica, arpões, lanças e vestimentas. Há ainda peças da era da pedra lascada e da cultura inca.

Endereço: Gustavo Le Paige, 380

Horário de funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h.

 

san-pedro-de-atacama-museu-arqueologico

 

  • Mercado de artesanato

Se você quer ter mais opções de presentes, há um tesouro bem pertinho da praça central: o Mercado de Artesanato de San Pedro de Atacama. Por aqui, o carro-chefe são os tecidos feitos com lá de lhama e alpaca, utilizando teares manuais.

As técnicas de confecção são milenares e foram passadas de bisavós para avós, que passaram para suas filhas, que repassaram para as netas, e assim por diante.

Alguns artesãos fazem ainda objetos de cerâmica com pedras vulcânicas (assim como faziam no tempo da colonização espanhola). Por fim, para os mais ousados, há um produto que provoca muita curiosidade: algumas lojinhas do mercado vendem chá de coca.

Vale lembrar que a venda desse chá é proibida em Santiago do Chile.

A feira funciona todos os dias, das 9h às 21h.

 

san-pedro-de-atacama-mercado-de-artesanato

 

  • Pukara de Quitor

A quinta atração da nossa lista de “o que fazer em San Pedro de Atacama” é Pukara de Quitor. Trata-se de um sítio arqueológico distante apenas três quilômetros do centro da cidade.

Pukara de Quitor é um monumento nacional do Chile, e basta alguns segundos no local para entender os motivos. Afinal, o local guarda as ruínas de uma antiga fortaleza construída no século XII. A fortaleza foi erguida em cima de um morro para facilitar a defesa da região contra os povos incas e espanhóis.

É possível chegar na base do Pukara de Quitar de carro, a pé ou até mesmo de bicicleta. Já para chegar ao topo, onde ficam as ruínas, é necessário ter muita disposição. Existem dois caminhos, um mais curto, com 40 minutos de duração, e outro mais longo, de 2h.

Qualquer que seja a escolha, uma coisa é certa: a experiência é incrível. A vista de lá do alto é de tirar o fôlego. Antes de mais nada, e possível ver toda a cidade de San Pedro de Atacama. Além disso, o visitante consegue sentir a infinitude do deserto e apreciar os vulcões cobertos de neve no horizonte. É uma experiência realmente inesquecível que você não pode perder.

Esses são as cinco atividades fundamentais da lista “o que fazer em San Pedro de Atacama”. Vale ressaltar que essas são apenas as atrações dentro da cidade. Ao redor de San Pedro de Atacama há muito mais.

Quer mais dicas sobre o deserto do Atacama e sobre o Chile? Inscreva-se agora mesmo em nossa newsletter.

 

 

Reply or Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*